domingo, 22 de maio de 2016

Feira dos importados de Brasília


A feira está localizada no Setor de comércio especial de Brasília. Nos domingos funciona das 09 - 18h. O horário de maior movimento é das 12-15h. Não é um bom horário para se realizar compras. O ruim lá são os estrangeiros comerciantes que tratam mal os clientes. Lá você encontra vários artigos
Como roupas , eletrônicos e artigos variados. Tem uma praça de alimentação modesta.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Tocha Olímpica no Brasil

Resultado de imagem para tocha olimpica em brasiliaA lResultado de imagem para tocha olimpica em brasilia           lanterna contendo a Chama Olímpica chegou nesta manhã ao Aeroporto Internacional de Brasília, ponto de partida para um roteiro que, nos próximos 95 dias, incluirá 327 cidades das cinco regiões do país, passando pelas mãos de 12 mil condutores até chegar, no dia 5 de agosto, ao Estádio Maracanã, local onde será acesa a Pira Olímpica e celebrada a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O símbolo dos jogos entrou no espaço aéreo brasileiro às 7h10 e o avião da empresa Latam, procedente da Suíça, pousou às 7h25. O avião foi escoltado por dois caças da Força Aérea Brasileira e trazia uma bandeira brasileira na cabine do piloto.

A lanterna contendo a chama chegou às 9h no Palácio do Planalto e alimentou a primeira Tocha Olímpica Rio 2016 para, então, começar a viagem pelas cinco regiões do país.Resultado de imagem para tocha olimpica em brasiliaResultado de imagem para tocha olimpica em brasilia                               Na saída do Palácio do Planalto, a tocha foi conduzida pela jogadora de vôlei Fabiana Claudino, bicampeã olímpica (2008 e 2012), e capitã da Seleção Brasileira de Vôlei, Fabiana Claudino é considerada uma das melhores centrais do mundo. Com 1,93 m, a jogadora nascida em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte, é uma das apostas do técnico José Roberto Guimarães para conquistar o tricampeonato olímpico nos Jogos do Rio, uma consagração a mais em seus dez anos com a camisa da Seleção Brasileira.
O percurso da tocha no Distrito Federal começou às 10h, e percorrerá mais de 105 quilômetros de distância, dos quais 37 serão feitos por 141 condutores, percorrendo cinco regiões administrativas locais e vários pontos turísticos da capital federal. Além do Palácio do Planalto, a tocha passou pela Câmara e pelo Senado, pela Catedral Metropolitana , pela Igrejinha na Asa Sul , água mineral e outros pontos da cidade.  


quinta-feira, 7 de abril de 2016

A honestidade do povo brasileiro está em análise ?

No Século 21, o País Precisa de Dirigentes Éticos
Quando as pessoas discutem sobre a necessidade de ética na política e na administração pública do Brasil, é normal que alguém diga:
Mas os políticos são corruptos porque o povo não presta.”
Esta é uma boa frase de efeito, mas a questão merece ser examinada com calma. Cabe, então, discutir:
“Será que o povo brasileiro é honesto?”
A resposta a esta pergunta deve ser bem pensada porque talvez ela revele o estado de alma de quem responde. Como sabemos, tudo começa no indivíduo.
Na medida em que eu estiver em contato real e dinâmico com minha própria alma imortal, saberei que sou fundamentalmente bom, embora, secundariamente, cometa erros e deva aprender e evoluir através da compreensão destes erros.  
Compreendendo a mim mesmo como alguém que é essencialmente bom e secundariamente imperfeito, perceberei que essa generalização a que chamamos de “povo brasileiro”, ou “humanidade em geral” é algo que funciona como um espelho psicológico de cada indivíduo. 
E verei que o povo brasileiro e a humanidade são, como eu, fundamentalmente bons, embora, secundariamente, devam evoluir pelo método da tentativa e do erro. O ser humano é, como ensinam Paulo Freire e a filosofia esotérica, “inacabado”.  Está “em construção”.   A construção é o aprendizado interior.
Na cidade de Cornélio Procópio - PR a UTFPR está realizando um experimento de honestidade bem interessante.Os alunos pegam picolés e pagam por eles R$ 2,00.Só que não existe cameras de vigilância e nem um funcionário responsável por receber.Apenas a honestidade dos alunos.O resultado em supreendente.
Veja aqui um vídeo
E tire as suas conclusões.


FONTE : http://www.filosofiaesoterica.com
                CQC - teste de honestidade em São Paulo  ( vídeo)


quinta-feira, 31 de março de 2016

Morte de negros em Brasília ,Distrito Federal

Entre 2010 e 2012, 818 jovens negros entre 15 e 29 anos foram assassinados na Área Metropolitana de Brasília, que inclui o Entorno. No mesmo período, foram 91 óbitos entre os jovens brancos na mesma faixa etária, de acordo com a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan). Tamanha disparidade demonstra que, para o negro, manter-se vivo pode ser considerado um feito. E muitos dos que sobrevivem precisam driblar a falta de oportunidades. Ela é real. E, se não mata o corpo físico, mata a inocência. Por vezes, leva também ao crime. Em todos os casos, deixa órfãos.
Resultado de imagem para movimentos de negrosTanto especialistas quanto os movimentos que lutam para abrir os olhos das autoridades em relação ao massacre dos jovens negros reforçam a teoria do extermínio dessa parcela da juventude. “Em todos os países colonizados, os colonizadores tiveram como plano, durante e após o fim da escravidão, a extinção do povo negro. A ideia jamais foi integrá-los à sociedade. Mesmo que esse assunto não seja falado, não quer dizer que esse desejo de embranquecimento da população não tenha se mantido”, aponta Sherwin Morris, coordenador do Instituto Cultural Congo Nya, organização sem fins lucrativos que promove a cultura negra em São Sebastião.
Resultado de imagem para movimentos de negrosPara Morris, os negros continuam sendo o principal alvo por conta das desigualdades sociais reforçadas pelo racismo desde a escravidão. “Hoje, fala-se muito em negros aparecendo na televisão, negros conquistando altos cargos, isso é uma parcela minúscula. Sabe onde eles estão entrando mesmo? Na cadeia e no cemitério”, atesta. O entendimento da própria cor e de como ela é vista na sociedade é essencial para que o jovem negro possa vencer as estatísticas — algo que passa pela educação.
Resultado de imagem para movimentos de negrosO assistente social Leonardo Ortegal, que atualmente prepara sua tese de doutorado analisando o impacto da cor da pele nos casos de homicídios ocorridos no DF, explica que há uma sensação entre os adolescentes negros de que eles são culpados, até que se prove o contrário. “Mas apenas uma parcela deles tem noção de que a pele está envolvida nisso. Minha pesquisa vai se desenrolar em políticas sociais e iniciativas de enfrentamento a esse extermínio, e um dos elementos nesse processo é a tomada de consciência da sua cor. Quando isso acontece, você percebe de que forma isso te atinge socialmente.”
Resultado de imagem para movimentos de negros
Até porque os desdobramentos dessas mortes não terminam na hora em que o corpo é enterrado. “Eles geram gastos em termos de medicina legal, inquérito policial, acionamento do Judiciário e do Ministério Público, gerando uma sensação de insegurança. Há também o impacto na saúde mental da família, porque é uma onda de devastação que prejudica a todos”, garante Ortegal.
Jeane Pereira, 23 anos, está sendo obrigada a lidar com esse choque emocional. Ela tem 23 anos e dois filhos. A mais nova, Juliana, de apenas 1 mês, não chegou a ver o pai vivo. André Luiz Aguiar Rodrigues morreu em dezembro do ano passado, aos 23 anos. De acordo com Jeane, ele foi assassinado depois que bateu o carro na moto de um homem, na Estrutural. “Quando a gente foi atrás do dinheiro para pagar o que quebrou dela, esse cara veio por trás e esfaqueou meu marido”, lembra. Jeane agora está vivendo com a família de André. Sem poder trabalhar, já que a filha menor ainda é muito nova, a jovem está em um momento em que não sabe o que fazer da vida. “Eu tenho medo. Estou recebendo ajuda, mas não sei como vai ser daqui para a frente.” 
Resultado de imagem para movimentos de negrosSe o presente torna-se um fardo para quem enfrenta a dor de lidar com um parente morto, o futuro vira uma incógnita. “A taxa de fecundidade do Distrito Federal é a menor do Brasil e a população está envelhecendo, fazendo com que a pirâmide etária se inverta. Teremos menos gente contribuindo e mais gente precisando de aposentadoria. Os assassinatos dos jovens negros exigem uma reflexão que vai além do impacto das mortes”, garante a demógrafa Lucilene Dias Cordeiro, autora do estudo Jovens negros e não negros: mortalidade por causas externas na Área Metropolitana de Brasília.
O que será deles?
Com as mãos para trás e a cabeça baixa, Caio*, 16 anos, um dos internos da Unidade de Internação de São Sebastião, chega para conversar com a reportagem. Falando rápido, o garoto franzino e de dentes proeminentes não nega: está ali porque não encontrava oportunidades. “Eu tentava procurar emprego, mas sempre me achavam novo demais. Então, decidi procurar outra forma de ganhar dinheiro.” No começo, a facilidade o surpreendeu.
As benesses chegavam sem esforço e, mesmo com os avisos dos familiares, ele não achava que corria riscos — afinal, pensava, era menor de idade. Há um ano e oito meses na instituição, seu pensamento mudou. “Essa história de que a gente não fica preso é mentira. Só em ficar longe da família já mostra que a gente está preso também. Quando cheguei aqui, tinha só 14 anos. Agora, vou fazer 17. Tenho que dar mais valor para minha mãe”, reflete.
Quando sair do sistema de sanções imposto aos adolescentes infratores, Caio vislumbra emprego e outros sonhos. A esperança que ele nutre é míster também para o futuro do Distrito Federal. O Estado precisa garantir, além da sobrevivência dele, a ressocialização.
Caso também de Augusto*. Aos 17 anos, está há três meses internado em São Sebastião. E garante que essa passagem pelo sistema não mudou em nada seu desejo de estudar direito para tornar-se um delegado. “Moro com meus tios e lá em casa temos livros de direito até em cima da geladeira. Tenho certeza que vou conseguir realizar esse sonho. Tive que adiar um pouco, mas tenho o apoio da minha família, conversamos sobre isso e eles me disseram que vão fazer tudo o que for necessário para que eu conquiste isso.”Resultado de imagem para movimentos de negros

sábado, 26 de março de 2016

Jogo de futebol da lava jato

Para descontrair uma paródia bastante inteligente. Obedece a ordem cronológica dos fatos.Não tem cunho jornalístico , mas de entretenimento.Boas risadas .